Apesar de no momento do acidente estarem por perto duas ambulâncias e outras quatro viaturas dos bombeiros, a criança não conseguiu sobreviver. Quando os bombeiros chegaram ao local, a menina já se encontrava em paragem cardio-respiratória, tendo sido mesmo assim levada para o hospital da cidade.
Segundo o comandante dos Bombeiros de Oliveira de Azeméis, a multidão que se encontrava no recinto das festas e a falta de um corredor de emergência dificultaram o transporte da criança.