Sexta-feira, 19 de Outubro de 2007

Saúde - Ser «dorminhoco» está nos genes, indica estudo

Variações nos genes que controlam o nosso relógio biológico podem esconder tratos rítmicos que influenciam, por exemplo, a hora a que preferimos acordar
 Os genes que controlam o nosso relógio biológico diário influenciam o processo reparador do sono e podem conduzir à necessidade de dormir durante o tempo em que deveríamos estar acordados, revela um estudo publicado no jornal BMC Neuroscience.

A equipa internacional de investigadores salienta que já era conhecido que os genes que controlam as 24 horas do nosso relógio biológico, ou ritmo circadiano, influenciam o nosso tempo de sono, mas não tinha sido provado que também são fundamentais para o processo reparador do sono, como aconteceu neste estudo, que identificou as mudanças no cérebro que levam ao aumento da vontade e da necessidade de dormir durante o tempo em que se está acordado.

O ritmo circadiano, ou ciclo circadiano, designa o período de aproximadamente um dia, ou 24 horas, sobre o qual se baseia todo o ciclo biológico do corpo humano, influenciado através da luz solar, regulador de todos os ritmos biológicos e alguns psicológicos, como a digestão, o estado de vigília, o crescimento e renovação das células, assim como a subida ou descida da temperatura.

«Ainda não sabemos concretamente por que é que beneficiamos com o sono, nem por que é que nos sentimos cansados quando temos falta de dormir, mas parece provável que o sono ajuda alguma função básica do cérebro, como a restauração de energia das células ou a consolidação da memória», explica Bruce O`Hara, da Universidade de Kentucky, EUA, um dos neurocientistas que conduziram as investigações.

«Descobrimos que a expressão dos genes que controlam no cérebro o nosso ritmo circadiano está altamente relacionada com a acumulação de sono em dívida, enquanto descobertas anteriores já tinham ligado esses genes ao metabolismo energético», afirmou, acrescentando que «juntas, estas descobertas apoiam a ideia de que uma função do sono está relacionada com o metabolismo energético» do corpo.

Para explorar a relação entre a expressão dos genes que regulam este relógio biológico e o sono foram usados três ratinhos de estirpes puras e com diferentes marcadores genéticos, que tinham previamente demonstrado diferir na forma como respondiam à privação de sono, num teste conduzido por Paul Franken, investigador nas universidades de Stanford, EUA, e de Lausanne, Suíça.

Neste estudo, as cobaias foram primeiro privadas de sono durante o dia, altura em que os ratos normalmente dormem, e depois foi-lhes permitido recuperar o tempo de sono.

Nas duas fases os investigadores examinaram na totalidade dos cérebros dos três animais as alterações provocadas na expressão dos genes do relógio biológico.

Observaram que a expressão dos genes do relógio biológico aumentava quando os ratinhos eram mantidos acordados e diminuía quando o sono lhes era permitido, provando que estes genes desempenham um papel importante na regulação da necessidade de dormir.

A expressão dos genes denominados Period-1 e Period-2, que já se sabia serem responsáveis pelos nossos ritmos circadianos, aumentou a um ritmo maior nos ratos com pior qualidade de sono, sugerindo que os detalhes dessa expressão podem esconder diferenças individuais na duração e na qualidade do sono dos animais.

As trocas efectuadas na expressão dos genes também mostraram ocorrer em muitas regiões cerebrais diferentes, apoiando a ideia de que o sono é uma função global do cérebro.

A grande vantagem já anteriormente atribuída ao ciclo circadiano é permitir aos animais e plantas prever e preparar-se para alterações periódicas no ambiente.

Os investigadores salientam que o aumento da expressão genética pode representar, a nível molecular, uma preparação do animal para a actividade.

Variações nos genes que controlam o nosso relógio biológico podem esconder tratos rítmicos que influenciam, por exemplo, a hora a que preferimos acordar, mas o papel directo destes genes na regulação do sono, como ficou demonstrado neste estudo, pode também influenciar a duração do sono, a vontade de dormir e o desempenho de um homem ao longo do dia, após ter dormido mais ou menos horas.

Este estudo lança também uma luz na biologia das perturbações dos estados de humor, como a doença bipolar ou o Distúrbio Afectivo Sazonal (Seasonal Affective Disorder-SAD, em inglês), que parecem estar ligadas tanto ao sono como aos ritmos circadianos.

Em 2004, os cientistas Joseph S. Takahashi, do Instituto Médico Howard Hughes da Universidade Northwestern, e David K. Welsh e Steve A. Kay, do Instituto de Investigação Scripps, ambos nos EUA, publicaram um estudo na revista Current Biology segundo o qual os genes que regulam o relógio que governa os ritmos circadianos do corpo também controlam ciclos similares nos órgãos do corpo, marcando o tempo nos respectivos relógios genéticos internos.

 

in www.diariodigital.pt , foto in www.cienciahoje.pt

tags:
publicado por paulozananar às 14:48
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.posts recentes

. Curiosidades - Atraso de ...

. Importante - 'Homejacking...

. Curiosidades - Professore...

. Escola - Ministra rejeito...

. Curiosidades - Descoberta...

. Rali- Rali do Japão

. Saúde - Aftas O que as pr...

. Importante - Investigador...

. Importante - FIM aprova A...

. Ralis - Oportunidade de o...

.arquivos

. Fevereiro 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. curiosidades

. desporto

. desporto motorizado

. desportos motorizados

. escola

. importante

. informação

. nutrição

. ralis

. saúde

. todas as tags

.links

Online Casino
Slot Machines
Como está o Blog?
Melhor
Igual
Pior
Interessante
Pode melhorar
Não tenho opinião
  
Free polls from Pollhost.com
blogs SAPO

.subscrever feeds